domingo, 13 de junho de 2010

Conexão Vivo Belém - Terceira Noite


Belém, dias 11, 12 e 13 de junho

É difícil pedir para que a chuva não caia em Belém durante três dias seguidos ou pelo menos que caia em um horário que não atrapalhe o bom andamento das coisas? Era isso que eu pensava enquanto esperava um cachorro-quente na praça de Sé, e olhando pro céu, esperando que a qualquer momento ele desabasse.

Poucos metros dali, os mineiros do Cantaventoré estavam no palco já com Sebastião Tapajós como convidado. Ainda deu para ouvir duas ou três músicas e algumas levadas de tambores, violão e flauta que vinham do palco montado na beira do rio Guamá.

Quando finalmente caminhava em direção ao palco, já para início da apresentação da cantora paraense Olívia Magno o céu desabou, e até o final da apresentação que muito lembrou a enxurrada de bandas que nos anos 90 se proliferaram na cidade, como Fruta Quente e Fazendo Arte entre outras, foi um jogo de “corre e se esconde da chuva”.

Quando a chuva deu trégua, a preparação do palco para o show da carioca Nina Becker ainda não havia terminado. Empunhando baquetas de marimba ou de um instrumento semelhante, começou a apresentação que teve como ponto alto, a presença de Gabi Amarantos para cantar Vida da banda Obina Shock e Pimenta Com Sal, de Eliakin Rufino, que por aqui foi regravada por Lucinha Bastos. No mais foi um show no máximo normal.


A quarta banda a subir ao palco foi a Falcatrua, de Minas Gerais, com um instrumental, que as vezes lembra bons momentos dos anos 80 e boas versões para músicas como Velha Roupa Colorida de Belchior e Sossego de Tim Maia, que ainda teve a participação de Kid Vinil no vocal, depois de cantar junto com os mineiros os clássicos do Magazine, como Sou Boy e Tic Tic Nervoso.

Para encerrar a noite e o evento, a banda Eddie subiu ao palco sem mais delongas para presentear o público com aquela sonoridade consagrada da música pernambucana. Público esse que mesmo menor dos três dias, se manteve presente até o final.

Se Interessou: http://www.conexaovivo.com.br


Um comentário:

  1. Que bom, que apesar dos entraves, continue acontecendo eventos como este em Belém, parabéns pra galera do seragum, que estão sempre na batalha, e para os grupos paraenses que nunca devem nada para os grupos de "fora", parabéns a todos os envolvidos neste projeto, técnicos de som, luz e a galera que pega no pesado,
    Saudades de tocar ne minha terra, mas feliz por saber que ainda tem gente batalhando por bins eventos,
    Parabéns à todos,
    Carlos "Canhão" Brito Jr.

    ResponderExcluir